Maximiano Rosa, Advogado

Maximiano Rosa

(71)Rio de Janeiro (RJ)
111seguidores232seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Advogado e Administrador
Advogado em exercício na cidade do Rio de Janeiro, Niterói, Região Metropolitana e algumas cidades do interior do Estado. Pós-graduado em Direito e Processo Civil. Pós-graduando em Direito e Processo do Trabalho. Mestre em Direito. Atua nas áreas de Direito Administrativo (especialmente Concursos Públicos), Direito Civil, Direito Autoral, Direito Imobiliário, Direito de Família e das Sucessões (Inventário e Partilha), Direito do Consumidor e Direito do Trabalho.

Verificações

Maximiano Rosa, Advogado
Maximiano Rosa
OAB 187.564/RJ
PRO
Desde Agosto de 2015

Principais áreas de atuação

Direito Administrativo, 9%
Direito de Família, 9%
Direito Civil, 9%
Direito do Trabalho, 7%
Outras, 66%

Primeira Impressão

(71)
(71)

71 avaliações ao primeiro contato

Contratos

Direito Administrativo

Direito Autoral

Direito Civil

Direito Imobiliário

Direito Previdenciário

Mais avaliações

Comentários

(14)

Recomendações

(67)
M
Marcelo de Melo Passos
Comentário · há 4 meses
Concordo com tudo o que você escreveu @Edu. Acrescento mais: que é sofismática a conclusão do autor do artigo de que a derrubada do estatuto do desarmamento estaria facultando ao cidadão comum a posse ou quiça o porte de armas de uso restrito. Isso é falácia. As armas a serem liberadas para compra pelo projeto de Lei não serão as de uso restrito, mas a de uso civil, hoje já autorizadas, ou seja, os revólveres, pistolas .380 e carabinas calibre 12. As demais continuarão a ser de uso restrito das polícias e forças armadas e sua posse ou porte continuará a se constituir crime.

Destarte as ponderações científicas e filosóficas do autor do artigo, devo lembrar também que se desde 1945 não tivemos uma 3ª guerra mundial eclodindo foi porque várias nações em polos antagônicos possuem armamento nuclear, que se lançado todo o arsenal sobre o inimigo não sobrará planeta terra para vivermos. É um principio interessante. Saber que seu inimigo pode te atingir de forma mortal acaba por inibir a iniciativa de agressão unilateral. Da mesma forma podemos aplicar esse princípio à VAGABUNDAGEM! O ladrão sabedor de que a vítima em potencial pode estar armada irá pensar duas vezes antes de atacar porque o mundo está cheio de nóias, mas nem o nóia quer morrer. É o instinto de sobrevivência. Instauremos então no Brasil a pena de morte através da derrubada dessa ridícula cláusula pétrea para nos livrarmos de traficantes, criminosos organizados e todos aqueles que praticam crimes com uso da violência. Aí até eu abdico do meu direito a possuir uma arma, porque a criminalidade vai cair de forma vertiginosa e aqueles que insistirem no crime não iriam viver muito para reincidir em delitos. Façamos como na Indonésia gente! O cara lá é um Ditador, mas o crime e o tráfico diminuiram exponencialmente durante o seu governo. Porque será? PENA DE MORTE JÁ!!!

Perfis que segue

(232)
Carregando

Seguidores

(111)
Carregando

Tópicos de interesse

(32)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Maximiano
(21) 2240-87...Ver telefone
(21) 99778-87...Ver telefone
Rua Araújo Porto Alegre, 71, 3º andar, Centro - Rio de Janeiro (RJ) - 20030012

Maximiano Rosa

Rua Araújo Porto Alegre, 71, 3º andar, Centro - Rio de Janeiro (RJ) - 20030-012

(21) 2240-87...Ver telefone

(21) 99778-87...Ver telefone

Entrar em contato